Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Acesse nossa página no Facebook

Acesse nossa página no Facebook:





Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
Compromisso de todo Cristão

domingo, 26 de junho de 2011

Equipe de Acolhimento

"Acolhei- vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glória do Pai”( Rom. 15,7).
Neste 13ºDomingo do Tempo Comum, que aborda o tema hospitalidade e acolhida, queremos ressaltar a importância do trabalho das nossas equipes de acolhimento, pois sabemos que tudo é de muita importância na Igreja. A equipe de acolhimento é parte integrante da Pastoral Litúrgica. Este trabalho se bem vivenciado, logo percebemos que não se resume em apenas receber as pessoas na porta da Igreja, vai muito além disso.Os agentes da  da Acolhida são responsáveis pela comunicação interpessoal na comunidade. Garantem no dia a dia a Imagem da Igreja – Mãe acolhedora, e recebem em primeira mão sentimentos e desejos do povo de Deus. Procura-se cumprir a orientação bíblica: "Acolhei-vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glória do Pai" (Rom 15,7).
 É um trabalho de acolhimento aos irmãos para que possam se sentir melhores nas missas e encontros, estando a disposição, para cumprir com as necessidades da paróquia, promovendo a evangelização pelo testemunho dos evangelizadores.. O que é Acolher?Parece fácil acolher alguém na Igreja, não é mesmo? Mas cremos que existem alguns segredos que devemos descobrir como uma espécie de tesouro escondido na comunidade.O Ministério do Acolhimento, parte da missão, como dom do Espírito Santo, para ser exercido em favor da comunidade cristã. Para além do acolhimento, a hospitalidade integrando os peregrinos na intimidade de nossas vidas, na intimidade de nossos lares. Muitas ordens e congregações incluíram em suas regras de vida o dever da hospitalidade.
Práticas concretas do ministério:
Convite;
Acolhida fraterna na Entrada;
Lugares adequados;
Instalações sanitárias;
Águas e copos;
Local próprio para crianças;
Atenção ao local da reunião e celebração;
Na saída, após os encontros;
Na própria celebração.
Concluímos, inspirados pela caridade:
Não sejamos parcimoniosos em ofertar a riqueza da nossa amizade para tantos irmãos e irmãs afastados, distantes da Igreja... À procura, até, das migalhas que tombam de nossas mesas, fartas de fraternidade.
Que Deus nos ajude!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário