Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Acesse nossa página no Facebook

Acesse nossa página no Facebook:





Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
Compromisso de todo Cristão

Ano Nacional Mariano

Ano Nacional Mariano
Ano Nacional Mariano

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Comunidades Celebram o Natal


É dever de todas as comunidades celebrar com a própria vida o Natal.O único gesto que cabe no Natal é a continuidade do compromisso de construção da civilização do amor, da justiça e da paz tão
 desejada. Esse foi o espírito que moveu a comunidade Cristo Rei acompanhada pelo Diácono Dirceu o qual a comunidade tem um peculiar carinho. Esse sentido cristão do Natal de Jesus Cristo não pode ser substituído, como de fato está sendo na sociedade. O Natal perde o seu significado haurido nas fontes da fé. O caráter sobrenatural do evento foi radicalmente substituído pelos valores comerciais, em ritmo de aquecimento. O Natal foi encampado pelos interesses da sociedade de consumo. Cabe a nós, como testemunhos do amor de Deus, a recuperação do sentido do Natal cristão. Cremos que Cristo se encarnou. Sua presença viva atua nos batizados cristãos, embora admitamos que não sejam evangelizados, nem suficientemente acompanhados na fé e menos ainda orientados sobre a prática das obras que demonstram a fé, dom sobrenatural. Natal. Hoje Cristo, o eterno Verbo do Pai, nasce para nós. Ele que desde o princípio está com o Pai, pelo qual tudo foi criado e nada foi criado sem Ele, no qual tudo subsiste e toma consistência. Ele se encarna no mundo que por Ele mesmo foi criado, para dar sentido à vida, ao tempo. Sua eternidade dá sentido ao tempo. A cada ano o
Natal revigora a nossa fé. A fé revigora os nossos laços espirituais entre os familiares, entre vizinhos, entre amigos, entre todos os povos da terra. Porque, naquele que nasceu por nós, sua Luz de vida e Verdade nos foi dada. Hoje, doado a nós pelo Pai, o Espírito que nEle repousa renova a face da terra, em conformidade com a sua Palavra: “Eis que faço novas todas as cosias” (Cf. Ap. 21,5). Em cada família cristã, nós, primeiros responsáveis pela formação dos nossos próprios filhos, recuperemos o sentido fraterno e solidário que Jesus Cristo veio trazer para todos os povos, raças, culturas, estruturas sociais. Seu Evangelho, sua boa Nova - a vida nova que provém de sua Pessoa, de sua mensagem e de sua obra de salvação perpassa o tempo e lhe dá sentido perene.Agradecimentos especiais a todos os jovens e demais colaboradores que contribuíram com empenho para o brilho desta celebração."O povo que andava na escuridão viu uma grande luz..."(Is 9,1a) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário