Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Acesse nossa página no Facebook

Acesse nossa página no Facebook:





Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
Compromisso de todo Cristão

Ano Nacional Mariano

Ano Nacional Mariano
Ano Nacional Mariano

domingo, 10 de março de 2013

Falando de Fé e Esperança

Estamos vivendo o Ano da Fé, instituído pelo Papa emérito Bento XVI e falar de fé é algo que nos parece muito oportuno no momento.




Perde-se a esperança quando morre    a fé. Fé e esperança, ao contrário, suportam tudo, pois caminham de mãos dadas. Duas irmãs, a jovem esperança e a senhora fé travam unidas um combate sem fim. E suportam as cargas destrutivas da violência que esmaga tantas pessoas. Espera quem se abre à realização da promessa feita por outrem digno de fé. A esperança vive da promessa, mas a promessa apoia-se no encontro com alguém confiável. A palavra pronunciada desperta e emociona, move e faz sonhar, quando proferida e acolhida em espírito de fé. Precisamos crer para esperar. E esperar para mudar o mundo. Eis porque a esperança convida a conhecer a fé.Despojado da fé, o adulto encasula-se, aperta-se, obscurece. Tudo o desencoraja, e viver torna-se um peso doloroso. Busca, então, divertir-se e esquecer seu destino sempre ameaçado. Sem a fé, fecha-se a esperança. O futuro torna-se ameaça, porque se corrompeu a memória da fé original, da acolhida protetora, da fonte segura. Sem a antiguidade e o repouso da fé, tudo envelhece. Tudo enrijece. Já não há caminhos, só o medo e incerteza.Viver é perigoso e somente a fé traz coragem para os confrontos. Se o caminho de vida e de luz se confirma, crescem a fé e a esperança. E novos projetos e feitos mais ousados desafiarão a realidade paralisante. A esperança criadora apoia-se sobre a antiguidade da fé. Mas se a fé nasce e renasce do encontro com alguém capaz de bem querer, crer consistirá em responder aos apelos do amor primeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário