Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Acesse nossa página no Facebook

Acesse nossa página no Facebook:





Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
Compromisso de todo Cristão

sábado, 7 de junho de 2014

Dia dos Namorados: cuidado com dados na rede

Informações que devem ser evitadas vão desde o status de relacionamento até o endereço.

Aproveitando a proximidade com o Dia dos Namorados, período no qual a quantidade de cadastros no ParPerfeito costuma aumenta, - no último mês o número de usuários já cresceu 40% - Jairo Bouer(médico psiquiatra), lista abaixo algumas dicas de como não exagerar na exposição e, quem sabe, conseguir um parceiro até o dia 12 de junho:
 -  Não fique desesperado por estar sozinho. Se der tempo de encontrar alguém ótimo. Caso contrário, siga em frente.
-  Não deposite no outro a solução para todos seus problemas. Primeiro, a gente tem que estar bem para com nós mesmo, para depois pensar em um relacionamento.
-  Não exagere na exposição inicial da sua intimidade como forma de se mostrar aberto para um relacionamento. Para quem está do outro lado, pode soar como insegurança e desespero.  
- Vá com calma! Intimidade se conquista aos poucos. Não a ofereça "de bandeja".
-  Namoro deve ser a consequência de um processo e não a razão única para se conhecer alguém. Primeiro "eu conheço e construo um relacionamento". E não o contrário!


“Geralmente, pessoas que se consideram solitárias se preocupam mais em facilitar o acesso aos possíveis interessados, o que pode levar ao compartilhamento precoce de diversas informações pessoais. No entanto, abrir detalhes muito particulares, logo de cara, como endereço, situação econômica, entre outros, não vai facilitar a busca por um parceiro mais estável”, afirma o especialista em comportamento humano.
Jairo ainda explica que a internet exige cuidados e deve ser utilizada como uma aliada. “Acredito que sites de relacionamento, por exemplo, nos quais, uma série de registros é levada em consideração, podem ser uma forma mais segura para conhecer alguém do que entrar em salas de bate-papo "às cegas" ou em redes sociais, nas quais, muitas vezes, há poucas referências confiáveis.
Definitivamente, fornecer dados pessoais sem saber muito sobre o (a) paquera, não é o melhor jeito de se aproximar de alguém. Não será esta atitude que aumentará suas chances”, declara o consultor de relacionamento e médico psiquiatra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário