Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Acesse nossa página no Facebook

Acesse nossa página no Facebook:





Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
Compromisso de todo Cristão

Outubro - Mês Missionário

Outubro - Mês Missionário
Outubro - Mês Missionário

domingo, 13 de dezembro de 2015

Ano da Misericórdia na Diocese de Jundiaí

Abertura das Portas da Misericórdia
13 de Dezembro de 2015, às 18h30:
Catedral Nossa Senhora do Desterro – Jundiaí
27 de Dezembro de 2015, às 11h:
Santuário Diocesano Bom Jesus de Pirapora – Pirapora do Bom Jesus.
6 de Janeiro de 2016, às 19h30:
Santuário Nacional do Sagrado Coração de Jesus – Itu.
Por ocasião do Ano Jubilar, se concede indulgências aos fiéis que cumprirem as exigências. (Mais informações na sua paróquia).
Calendário de Atividades
Toda 1ª sexta-feira: Propagar a devoção ao Sagrado Coração de Jesus, com a Missa, Terço da Misericórdia e outras atividades devocionais (cf. programação paroquial).
24 horas para o Senhor – dias 4 e 5 de março: nos locais das Portas da Misericórdia, com orações, adoração ao Santíssimo Sacramento e Plantão do Sacramento da Reconciliação com os missionários da misericórdia (confessores) (cf. a programação local).
Plantão da Misericórdia: com o Sacramento da Reconciliação em todas as paróquias no tempo da Quaresma (cf. programação paroquial).
Dia da Divina Misericórdia – 2 e 3 de abril: Missa da Divina Misericórdia e outras Celebrações (cf. programação paroquial).
Dia da Santificação dos Sacerdotes – 3 de junho, às 10h, Missa no Santuário Nacional do Sagrado Coração de Jesus, em Itu, presidida pelo Bispo Diocesano e concelebrada pelos sacerdotes.
Peregrinação Especial ao Santuário Nacional do Sagrado Coração de Jesus são convidados todos os fiéis, em especial os membros do Apostolado da Oração.
Novena Mariana da Misericórdia – 2 a 12 de outubro: No Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida, Vila Rami, em Jundiaí.


Campanha para Evangelização 2015

Em sintonia com o Jubileu Extraordinário da Misericórdia, que acontecerá de 8 de dezembro deste ano até 20 de novembro de 2016, a Campanha para a Evangelização (CE) 2015 traz como lema “Sede Misericordiosos”. A iniciativa, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), completou 17 anos  a  serviço  das atividades pastorais da Igreja.
A Campanha começou na Solenidade de Jesus Cristo Rei do Universo, 22 de novembro, e se estenderá até o terceiro domingo do Advento, 13 de dezembro. É articulada pela Comissão Episcopal para a Campanha para a Evangelização da CNBB.
Este ano, a mobilização nacional promoverá iniciativas que visam refletir com a comunidade sobre a importância da acolhida e do perdão. “Queremos, pois, destacar que Evangelização e Misericórdia são duas faces de uma mesma ‘moeda’: evangelizar  é  anunciar a misericórdia divina; fazer experiência dessa misericórdia é entrar no coração do Evangelho”, explica  o  Arcebispo  de  Salvador  e vice-presidente da CNBB, Dom Murilo Krieger.
O lema escolhido também volta-se para  o  tempo  litúrgico  do Advento, período de preparação para o Natal, e início  do   Jubileu da Misericórdia. “É preciso levar em conta que no dia 8 de dezembro, o papa Francisco abrirá o Ano da Misericórdia. No domingo seguinte, quando este mesmo Ano Jubilar estiver sendo aberto nas dioceses, estaremos no ponto alto da Campanha para a Evangelização” comenta Dom Murilo.
Coleta nacional
Criada em 1998 pela CNBB, a Campanha para a Evangelização mobiliza, anualmente, as comunidades a assumirem a responsabilidade de participar na sustentação das atividades pastorais da Igreja no Brasil.  Dentre os vários serviços prestados pela CNBB, a CE constitui-se em uma atividade de evangelização às comunidades.

O ponto alto da Campanha será a coleta realizada nas missas e celebrações do domingo, 13 de dezembro.  A distribuição dos recursos é feita da seguinte forma: 45% permanecem na própria diocese; 20% são encaminhados para os regionais da CNBB; e os demais 35%, para a CNBB Nacional. As doações, em caráter individual, também podem ser feitas pelo site: www.evangelija.com

domingo, 6 de dezembro de 2015

Em preparação para evento nacional do movimento ‘Encontro de Casais com Cristo’, a paróquia São José Operário acolheu a imagem da padroeira do Estado de Minas Gerais.

Por ocasião do XXI Congresso Nacional do Encontro de Casais com Cristo (ECC), que acontecerá na Arquidiocese de Belo Horizonte de 22 a 24 de julho de 2016, a Paróquia São José Operário de Jundiaí recebeu no último final de semana do mês de novembro em suas comunidades a imagem peregrina de Nossa Senhora da Piedade,padroeira da Arquidiocese mineira


“Rezemos pelo ECC e pelo trabalho deste movimento”.

Ser Diácono: Comunidade homenageia Diácono Dirceu

Em celebração presidida pelo Diácono Dirceu,( 2ºDomingo do Advento), a comunidade Cristo Rei preparou um pequeno momento para homenagear e refletir sobre a importância do Diácono na comunidade. Momento este oportuno para lembrar com gratidão por todos os que por aqui passaram.
Desde o Concílio Vaticano II, a Igreja restaurou o diaconato como grau Permanente do Sacramento da Ordem. Não aboliu o celibato, mas permitiu que homens casados pudessem ser ordenados diáconos, deixando, assim, o seu estado laical, e passando a fazer parte do clero diocesano, compondo a estrutura hierárquica da Igreja (bispos-presbítero-diácono).
É importante notar que a vocação diaconal surge, concretamente, no livro dos Atos dos Apóstolos, capítulo 6, a partir do versículo 1. Nesta passagem encontramos a instituição dos sete primeiro diáconos, que tiveram como missão servir às viúvas e órfãos dos cristãos de origem grega. Foram instituídos para manter a unidade e a paz dentro da comunidade dos seguidores de Jesus.

A motivação teológico-espiritual do diaconato vem de Jesus que se apresentou como o servidor no meio de todos. “Eu estou no meio de vós como aquele que serve (Lc. 22,27)”. Em outra passagem, “porque o Filho do Homem não veio para ser servido. Ele veio para servir e para dar a sua vida como resgate em favor de muitos” (Mc 10,45//Mt 20,28). E o Lava Pés, último gesto de serviço, Jesus afirmou: “pois bem, eu que sou o Mestre e o Senhor lavei os pés uns dos outros. Eu lhes dei um exemplo: vocês devem fazer a mesma coisa que eu fiz” (Jo 13,14-15). Esta deve ser a perspectiva de todo aquele que se apresenta para ser diácono: o serviço. Todo vocacionado ao diaconato deve ter diante de si a capacidade de se colocar no lugar de quem serve.
Ao acolher aqueles que buscam colocar sua vida a serviço da comunidade local e da Igreja como diáconos permanentes, destaca-se alguns pontos de discernimento para esta vocação específica.
O processo de discernimento vocacional deve levar em consideração quatro critérios objetivos: pessoais, eclesiais, familiares, comunitários (cf.Documento 96 da CNBB – “Diretrizes para o Diaconato Permanente da Igreja no Brasil – Formação, Vida e Ministério”. n. 135-147).
Quanto aos critérios pessoais, deve-se observar “saúde; idade canônica para ordenação (25 para solteiros e 35 para casados); situação civil e profissional; capacidade de liderança; autocrítica e interesse pela formação permanente”.
Os critérios eclesiais referem-se à atividade pastoral desenvolvida pelo candidato dentro da Igreja. Deve apresentar “maturidade na fé; ter uma visão da Igreja solidária com a realidade atual; capacidade para ouvir, dialogar e acolher; vida sacramental; espírito de oração e de contemplação; espírito de serviço, principalmente aos mais pobres; interesse pelo estudo da Palavra de Deus e da doutrina da Igreja”.

Em relação aos critérios familiares, se o candidato for casado, deverá a esposa dar o seu consentimento e aceitação, bem como os filhos; ter estabilidade na vida matrimonial; mínimo de cinco anos de vida matrimonial.

Os critérios comunitários devem contemplar: a “consciência de que será diácono da Igreja e não de um grupo ou comunidade determinada; engajamento pastoral de cinco ano ou mais; visão do ministério como dom e serviço; união com os bispos-presbíteros-diáconos; visão de pastoral de conjunto; abertura missionária; aceitação pela comunidade e pelo presbítero.

sábado, 5 de dezembro de 2015

CELEBRAÇÕES: ESCALA DE DEZEMBRO - 2015

ESCALA DE DEZEMBRO - 2015

DATA
LOCAL
HORÁRIO
MISSA/CELEBRAÇÃO
PRESIDENTE
TER
1
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUA
2
MATRIZ
07:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
2
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
3
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SEX
4
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
5
CEMITÉRIO
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
5
STA CRUZ
18:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
5
SÃO GABRIEL
18:30
CELEBRAÇÃO
FERNANDO
SAB
5
MATRIZ
18:30
CELEBRAÇÃO
PADRE JOÃO ESTEVÃO
SAB
5
MATRIZ
15:00
CASAMENTO
DIACONO DIRCEU
SAB
5
MATRIZ
20:00
MISSA
PADRE JOÃO ESTEVÃO
DOM
6
SÃO GABRIEL
08:00
CELEBRAÇÃO
YUCA
DOM
6
CRISTO REI
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
6
MATRIZ
09:30
MISSA
PADRE JOÃO ESTEVÃO
DOM
6
SANTA CRUZ
09:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
6
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO ESTEVÃO
SEG
7
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
NENE
TER
8
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUA
9
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUA
9
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
YUCA
QUI
10
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SEX
11
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
12
SANTA CRUZ
18:30
CELEBRAÇÃO
MARCEL
SAB
12
MATRIZ
18:30 - 20:00
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
12
CEMITÉRIO
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
12
SÃO GABRIEL
18:30
CELEBRAÇÃO
GERSON
DOM
13
CRISTO REI
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
13
SÃO GABRIEL
08:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
13
MATRIZ
09:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
13
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
13
SANTA CRUZ
09:30
MISSA
PADRE JOÃO
SEG
14
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
TER
15
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
16
MATRIZ
19:30
celebração/penitencial
padres
QUA
16
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
17
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SEX
18
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
19
CEMITÉRIO
08:00
CELEBRAÇÃO
REINALDO
SAB
19
MATRIZ
18:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
19
SÃO GABRIEL
18:30
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
19
STA CRUZ
18:30
CELEBRAÇÃO
NENE
SAB
19
MATRIZ
20:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
20
SÃO GABRIEL
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
20
CRISTO REI
08:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
20
MATRIZ
09:30 - 19:00
MISSA/BATIZADO
PADRE JOÃO
DOM
20
SANTA CRUZ
09:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SEG
21
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
NENE
TER
22
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUA
23
MATRIZ
07:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
23
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
24
CRISTO REI
19:00
CELEBRAÇÃO
GERSON
QUI
24
SÃO GABRIEL
20:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
24
MATRIZ
20:30
MISSA
PADRE JOÃO
QUI
24
SANTA CRUZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
SEX
25
MATRIZ
09:00
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
26
CEMITÉRIO
08:00
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
26
MATRIZ
18:30
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
26
SANTA CRUZ
18:30
CELEBRAÇÃO
FERNANDO
SAB
26
SÃO GABRIEL
18:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
27
CRISTO REI
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
27
SÃO GABRIEL
08:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
27
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
27
MATRIZ
09:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
27
SANTA CRUZ
09:30
MISSA
PADRE JOÃO
SEG
28
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
NENE
TER
29
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
30
MATRIZ
07:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
30
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
31
MATRIZ
20:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUI
31
SANTA CRUZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
31
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
NENE
QUI
31
CRISTO REI
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
SEX
1
MATRIZ
09:00
MISSA
PADRE JOÃO