Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Acesse nossa página no Facebook

Acesse nossa página no Facebook:





Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
Compromisso de todo Cristão

domingo, 13 de dezembro de 2015

Ano da Misericórdia na Diocese de Jundiaí

Abertura das Portas da Misericórdia
13 de Dezembro de 2015, às 18h30:
Catedral Nossa Senhora do Desterro – Jundiaí
27 de Dezembro de 2015, às 11h:
Santuário Diocesano Bom Jesus de Pirapora – Pirapora do Bom Jesus.
6 de Janeiro de 2016, às 19h30:
Santuário Nacional do Sagrado Coração de Jesus – Itu.
Por ocasião do Ano Jubilar, se concede indulgências aos fiéis que cumprirem as exigências. (Mais informações na sua paróquia).
Calendário de Atividades
Toda 1ª sexta-feira: Propagar a devoção ao Sagrado Coração de Jesus, com a Missa, Terço da Misericórdia e outras atividades devocionais (cf. programação paroquial).
24 horas para o Senhor – dias 4 e 5 de março: nos locais das Portas da Misericórdia, com orações, adoração ao Santíssimo Sacramento e Plantão do Sacramento da Reconciliação com os missionários da misericórdia (confessores) (cf. a programação local).
Plantão da Misericórdia: com o Sacramento da Reconciliação em todas as paróquias no tempo da Quaresma (cf. programação paroquial).
Dia da Divina Misericórdia – 2 e 3 de abril: Missa da Divina Misericórdia e outras Celebrações (cf. programação paroquial).
Dia da Santificação dos Sacerdotes – 3 de junho, às 10h, Missa no Santuário Nacional do Sagrado Coração de Jesus, em Itu, presidida pelo Bispo Diocesano e concelebrada pelos sacerdotes.
Peregrinação Especial ao Santuário Nacional do Sagrado Coração de Jesus são convidados todos os fiéis, em especial os membros do Apostolado da Oração.
Novena Mariana da Misericórdia – 2 a 12 de outubro: No Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida, Vila Rami, em Jundiaí.


Campanha para Evangelização 2015

Em sintonia com o Jubileu Extraordinário da Misericórdia, que acontecerá de 8 de dezembro deste ano até 20 de novembro de 2016, a Campanha para a Evangelização (CE) 2015 traz como lema “Sede Misericordiosos”. A iniciativa, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), completou 17 anos  a  serviço  das atividades pastorais da Igreja.
A Campanha começou na Solenidade de Jesus Cristo Rei do Universo, 22 de novembro, e se estenderá até o terceiro domingo do Advento, 13 de dezembro. É articulada pela Comissão Episcopal para a Campanha para a Evangelização da CNBB.
Este ano, a mobilização nacional promoverá iniciativas que visam refletir com a comunidade sobre a importância da acolhida e do perdão. “Queremos, pois, destacar que Evangelização e Misericórdia são duas faces de uma mesma ‘moeda’: evangelizar  é  anunciar a misericórdia divina; fazer experiência dessa misericórdia é entrar no coração do Evangelho”, explica  o  Arcebispo  de  Salvador  e vice-presidente da CNBB, Dom Murilo Krieger.
O lema escolhido também volta-se para  o  tempo  litúrgico  do Advento, período de preparação para o Natal, e início  do   Jubileu da Misericórdia. “É preciso levar em conta que no dia 8 de dezembro, o papa Francisco abrirá o Ano da Misericórdia. No domingo seguinte, quando este mesmo Ano Jubilar estiver sendo aberto nas dioceses, estaremos no ponto alto da Campanha para a Evangelização” comenta Dom Murilo.
Coleta nacional
Criada em 1998 pela CNBB, a Campanha para a Evangelização mobiliza, anualmente, as comunidades a assumirem a responsabilidade de participar na sustentação das atividades pastorais da Igreja no Brasil.  Dentre os vários serviços prestados pela CNBB, a CE constitui-se em uma atividade de evangelização às comunidades.

O ponto alto da Campanha será a coleta realizada nas missas e celebrações do domingo, 13 de dezembro.  A distribuição dos recursos é feita da seguinte forma: 45% permanecem na própria diocese; 20% são encaminhados para os regionais da CNBB; e os demais 35%, para a CNBB Nacional. As doações, em caráter individual, também podem ser feitas pelo site: www.evangelija.com

domingo, 6 de dezembro de 2015

Em preparação para evento nacional do movimento ‘Encontro de Casais com Cristo’, a paróquia São José Operário acolheu a imagem da padroeira do Estado de Minas Gerais.

Por ocasião do XXI Congresso Nacional do Encontro de Casais com Cristo (ECC), que acontecerá na Arquidiocese de Belo Horizonte de 22 a 24 de julho de 2016, a Paróquia São José Operário de Jundiaí recebeu no último final de semana do mês de novembro em suas comunidades a imagem peregrina de Nossa Senhora da Piedade,padroeira da Arquidiocese mineira


“Rezemos pelo ECC e pelo trabalho deste movimento”.

Ser Diácono: Comunidade homenageia Diácono Dirceu

Em celebração presidida pelo Diácono Dirceu,( 2ºDomingo do Advento), a comunidade Cristo Rei preparou um pequeno momento para homenagear e refletir sobre a importância do Diácono na comunidade. Momento este oportuno para lembrar com gratidão por todos os que por aqui passaram.
Desde o Concílio Vaticano II, a Igreja restaurou o diaconato como grau Permanente do Sacramento da Ordem. Não aboliu o celibato, mas permitiu que homens casados pudessem ser ordenados diáconos, deixando, assim, o seu estado laical, e passando a fazer parte do clero diocesano, compondo a estrutura hierárquica da Igreja (bispos-presbítero-diácono).
É importante notar que a vocação diaconal surge, concretamente, no livro dos Atos dos Apóstolos, capítulo 6, a partir do versículo 1. Nesta passagem encontramos a instituição dos sete primeiro diáconos, que tiveram como missão servir às viúvas e órfãos dos cristãos de origem grega. Foram instituídos para manter a unidade e a paz dentro da comunidade dos seguidores de Jesus.

A motivação teológico-espiritual do diaconato vem de Jesus que se apresentou como o servidor no meio de todos. “Eu estou no meio de vós como aquele que serve (Lc. 22,27)”. Em outra passagem, “porque o Filho do Homem não veio para ser servido. Ele veio para servir e para dar a sua vida como resgate em favor de muitos” (Mc 10,45//Mt 20,28). E o Lava Pés, último gesto de serviço, Jesus afirmou: “pois bem, eu que sou o Mestre e o Senhor lavei os pés uns dos outros. Eu lhes dei um exemplo: vocês devem fazer a mesma coisa que eu fiz” (Jo 13,14-15). Esta deve ser a perspectiva de todo aquele que se apresenta para ser diácono: o serviço. Todo vocacionado ao diaconato deve ter diante de si a capacidade de se colocar no lugar de quem serve.
Ao acolher aqueles que buscam colocar sua vida a serviço da comunidade local e da Igreja como diáconos permanentes, destaca-se alguns pontos de discernimento para esta vocação específica.
O processo de discernimento vocacional deve levar em consideração quatro critérios objetivos: pessoais, eclesiais, familiares, comunitários (cf.Documento 96 da CNBB – “Diretrizes para o Diaconato Permanente da Igreja no Brasil – Formação, Vida e Ministério”. n. 135-147).
Quanto aos critérios pessoais, deve-se observar “saúde; idade canônica para ordenação (25 para solteiros e 35 para casados); situação civil e profissional; capacidade de liderança; autocrítica e interesse pela formação permanente”.
Os critérios eclesiais referem-se à atividade pastoral desenvolvida pelo candidato dentro da Igreja. Deve apresentar “maturidade na fé; ter uma visão da Igreja solidária com a realidade atual; capacidade para ouvir, dialogar e acolher; vida sacramental; espírito de oração e de contemplação; espírito de serviço, principalmente aos mais pobres; interesse pelo estudo da Palavra de Deus e da doutrina da Igreja”.

Em relação aos critérios familiares, se o candidato for casado, deverá a esposa dar o seu consentimento e aceitação, bem como os filhos; ter estabilidade na vida matrimonial; mínimo de cinco anos de vida matrimonial.

Os critérios comunitários devem contemplar: a “consciência de que será diácono da Igreja e não de um grupo ou comunidade determinada; engajamento pastoral de cinco ano ou mais; visão do ministério como dom e serviço; união com os bispos-presbíteros-diáconos; visão de pastoral de conjunto; abertura missionária; aceitação pela comunidade e pelo presbítero.

sábado, 5 de dezembro de 2015

CELEBRAÇÕES: ESCALA DE DEZEMBRO - 2015

ESCALA DE DEZEMBRO - 2015

DATA
LOCAL
HORÁRIO
MISSA/CELEBRAÇÃO
PRESIDENTE
TER
1
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUA
2
MATRIZ
07:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
2
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
3
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SEX
4
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
5
CEMITÉRIO
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
5
STA CRUZ
18:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
5
SÃO GABRIEL
18:30
CELEBRAÇÃO
FERNANDO
SAB
5
MATRIZ
18:30
CELEBRAÇÃO
PADRE JOÃO ESTEVÃO
SAB
5
MATRIZ
15:00
CASAMENTO
DIACONO DIRCEU
SAB
5
MATRIZ
20:00
MISSA
PADRE JOÃO ESTEVÃO
DOM
6
SÃO GABRIEL
08:00
CELEBRAÇÃO
YUCA
DOM
6
CRISTO REI
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
6
MATRIZ
09:30
MISSA
PADRE JOÃO ESTEVÃO
DOM
6
SANTA CRUZ
09:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
6
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO ESTEVÃO
SEG
7
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
NENE
TER
8
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUA
9
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUA
9
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
YUCA
QUI
10
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SEX
11
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
12
SANTA CRUZ
18:30
CELEBRAÇÃO
MARCEL
SAB
12
MATRIZ
18:30 - 20:00
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
12
CEMITÉRIO
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
12
SÃO GABRIEL
18:30
CELEBRAÇÃO
GERSON
DOM
13
CRISTO REI
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
13
SÃO GABRIEL
08:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
13
MATRIZ
09:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
13
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
13
SANTA CRUZ
09:30
MISSA
PADRE JOÃO
SEG
14
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
TER
15
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
16
MATRIZ
19:30
celebração/penitencial
padres
QUA
16
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
17
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SEX
18
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
19
CEMITÉRIO
08:00
CELEBRAÇÃO
REINALDO
SAB
19
MATRIZ
18:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SAB
19
SÃO GABRIEL
18:30
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
19
STA CRUZ
18:30
CELEBRAÇÃO
NENE
SAB
19
MATRIZ
20:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
20
SÃO GABRIEL
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
20
CRISTO REI
08:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
20
MATRIZ
09:30 - 19:00
MISSA/BATIZADO
PADRE JOÃO
DOM
20
SANTA CRUZ
09:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
SEG
21
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
NENE
TER
22
MATRIZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUA
23
MATRIZ
07:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
23
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
24
CRISTO REI
19:00
CELEBRAÇÃO
GERSON
QUI
24
SÃO GABRIEL
20:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
24
MATRIZ
20:30
MISSA
PADRE JOÃO
QUI
24
SANTA CRUZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
SEX
25
MATRIZ
09:00
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
26
CEMITÉRIO
08:00
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
26
MATRIZ
18:30
MISSA
PADRE JOÃO
SAB
26
SANTA CRUZ
18:30
CELEBRAÇÃO
FERNANDO
SAB
26
SÃO GABRIEL
18:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
27
CRISTO REI
08:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
27
SÃO GABRIEL
08:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
27
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
DOM
27
MATRIZ
09:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
DOM
27
SANTA CRUZ
09:30
MISSA
PADRE JOÃO
SEG
28
MATRIZ
07:00
CELEBRAÇÃO
NENE
TER
29
MATRIZ
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
30
MATRIZ
07:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUA
30
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
31
MATRIZ
20:00
MISSA
PADRE JOÃO
QUI
31
SANTA CRUZ
19:00
CELEBRAÇÃO
DIACONO DIRCEU
QUI
31
SÃO GABRIEL
19:30
CELEBRAÇÃO
NENE
QUI
31
CRISTO REI
19:00
MISSA
PADRE JOÃO
SEX
1
MATRIZ
09:00
MISSA
PADRE JOÃO