Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Acesse nossa página no Facebook

Acesse nossa página no Facebook:





Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
Compromisso de todo Cristão

Somos todos operários da messe!

Somos todos operários da messe!
Somos todos operários da messe!

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Outubro : Mês da Missões

                 A missão transforma a Igreja

O mês missionário, celebrado em todo o Brasil,  traz este ano o tema Missão é servir e o lema “Quem quiser ser o primeiro entre vós seja o servo de todos” (Mc 10,44). Certamente, muito contribuirá para despertar e fortalecer em nossa vida, na vida das comunidades, pastorais, movimentos e serviços,  a convicção de que, chamados por Deus para o seguimento a Jesus, e iluminados pela ação do Espírito Santo, viver a missão que dele recebemos. Tocados pela graça de Deus que sempre toma a iniciativa de nos chamar e enviar e em comunhão com a Igreja, precisamos estar abertos à força da missão. Jesus Cristo que vem ao nosso encontro nos contagia com sua presença, assim como o fez com os discípulos de Emaús! (cf. Lc 24,32-35). O encontro com Jesus Cristo nos faz cada vez mais convencidos de que a vida se torna rica e fecunda quando, pela graça do Espírito Santo, a doamos, isto é, a entregamos livre e gratuitamente na realização daquilo que Deus está nos pedindo para o bem dos outros.  A Missão nos envia a viver a proximidade, assumindo em nós o sofrimento do outro e dos outros, bem como as alegrias e esperanças. “Tocando a carne sofredora de Cristo no povo” (EG 24), sendo solidário, o missionário dá sinais de que, guiado pelo Espírito Santo, ele acolhe a presença de Cristo no irmão(a), “lava seus pés”, torna-se seu servidor(a). A vida de tantas pessoas que vivem e anunciam o Evangelho, em especial por seu testemunho de fé e solidariedade, é um sinal eloquente de que a Missão transforma tudo, pois vem de Deus; é graça de Deus! Pelo batismo somos marcados pela graça de Deus para sermos discípulos missionários(as) de Jesus Cristo, cooperadores de Deus na missão. Cooperando com ele, fazemos a experiência de sua presença que acompanha e dá sentido à missão, pois nossa vida está a serviço da Missão. Então, não podemos desejar, nem permitir que a missão esteja ao nosso serviço, aproveitando-nos dela pessoalmente ou para o meu grupo. “Quando a vida interior se fecha nos próprios interesses, deixa de haver espaço para os outros, já não entram os pobres, já não se ouve a voz de Deus (...) Esta não é a vida no Espírito que jorra do coração de Cristo ressuscitado” (EG 2). Missão é servir, servir na gratuidade, entregando a vida por amor a Jesus Cristo e às pessoas, aos pobres, à Igreja. “Na doação, a vida se fortalece; e se enfraquece no comodismo e no isolamento. “Aqui descobrimos outra profunda lei da realidade: ‘A vida se alcança e amadurece à medida que é entregue para dar vida aos outros’. Isto é, definitivamente, a missão» (DAp 360) (EG 10).A força da Missão penetra a vida da pessoa, das famílias, das comunidades, de toda a Igreja e de tantas outras pessoas e grupos. “A causa missionária deve ser (…) a primeira de todas as causas». Que sucederia se tomássemos realmente a sério estas palavras? Simplesmente reconheceríamos que a ação missionária é o paradigma de toda a obra da Igreja” (cf. EG 15).A missão não é e nem pode ser um enfeite em nós. Ela toma conta de tal forma de nosso ser que não pode ser arrancada da nossa vida (cf. EG 273). Esta convicção dá firmeza, pois nasce de uma experiência profunda de fé, nasce de dentro. A missão nos pede a entrega da vida continuamente. Isto quer dizer que, para realizar a Missão, não basta fazer coisas, mesmo quando bem feitas. Na missão, o centro não sou eu. Eu sou o servo e não o Senhor; sou o aqueduto (que também bebe da água), mas não a fonte. Por isso, a minha alegria é realizar o que o Senhor está indicando, sem buscar recompensa pelo que fiz, pelos meus merecimentos. Feliz mês Missionário para todos e deixemos que a Missão transforme a nossa vida e toda a Igreja!  
Fonte CNBB

Nenhum comentário:

Postar um comentário