Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Acesse nossa página no Facebook

Acesse nossa página no Facebook:





Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
Compromisso de todo Cristão

Ano Nacional Mariano

Ano Nacional Mariano
Ano Nacional Mariano

sábado, 18 de junho de 2016

Setor Juventude promove o XXIV Querígma

Divulgação:Na foto os jovens Giovani e Natália e ao centro Marcio-Setor Comunicação

Em andamento neste final na cidade de Itu-SP o 24º Querígma que reúne jovens de todas as cidades da Diocese.

Querigma significa o primeiro anúncio da Boa-Nova do acontecimento Jesus de Nazaré realizado na força do Espírito Santo, baseado no testemunho pessoal dos apóstolos. O anúncio demonstra a urgência da salvação de forma imperiosa por meio do diálogo e do testemunho. O convite e a decisão da acolhida da fé tornam-se inadiáveis e intransferíveis.
A perda do sentido da fé na sociedade anima a recuperar o primeiro anúncio dirigido aos batizados não evangelizados, às famílias e às crianças como forma de promover o encontro com Jesus Cristo. 
Estejamos atentos ao sofrimento, às indagações e às situações que envolvem as pessoas como ocasião de praticar o primeiro anúncio. Hoje, comunicar a boa notícia com alegria e confiança tornou-se uma forma essencial de fazer pastoral!
O objetivo deste encontro é estabelecer uma relação de fé na perspectiva da revelação de Deus para nós.
 É um chamado aos jovens  a expressar o amor e nele crescer, como fundamento da preparação do futuro que nos espera. Os projetos de nossa vida tornam-se fecundos e sólidos se garantidos pelo verdadeiro amor. Seja qual for a vocação a que formos chamados, a nossa resposta deve ser um ato de amor.
Neste amor devemos crescer todos os dias, cultivando nossos talentos, deixando-nos guiar pelo Espírito Santo, sejamos inovadores na caridade e audaciosos nas iniciativas para a construção de um mundo de Justiça e caridade.
Não deixemos de recorrer à oração, pois só Deus pode suprir as nossas fraquezas.Sobretudo a Eucaristia deve ser a fonte onde nos alimentamos do amor. Que todos os jovens sintam amados e convocados a aderirem ao grande e gentil convite de serem evangelizadores do amor de Deus Trino ao mundo, Amém!
Nota: A previsão de chegada dos jovens em nossa paróquia é neste domingo,19/06 as 17:15 finalizando com a Missa. O endereço é Rua Maestro paulo Mario de Souza,284- Bairro Retiro-Jundiaí/SP.

sábado, 4 de junho de 2016

Paróquia São José Operário e os preparativos para o 27º ECC

Momento oportuno para reflexão e fortalecimento de nossos casais a exemplo da Sagrada Família


O dia a dia da família de Nazaré era feito de amor, trabalho e oração, tudo vivido com muita simplicidade. O valor das pequenas coisas, uma criança diferente que aprende ao colo da mãe as lições da Escritura, um pai de família trabalhador, conhecido em Nazaré pelos serviços que realiza, nada de extraordinário e esta é a novidade, num mundo que até hoje teima em complicar as coisas. Da Família de Nazaré nascem as lições do quotidiano, no qual as surpresas ficam por conta da beleza da alma das pessoas nele envolvidas. Sim, original é o fato da importância das pessoas e não do que elas eventualmente possam fazer ou produzir. Família parecida com as nossas famílias! 

Nós buscamos a vida em ti, Senhor! (10º Domingo do TC - C)

“Vós tirastes minha alma dos abismos e me salvastes quando estava já morrendo” (Sl 30,4). No mundo em que vivemos há diversos abismos engolindo muitas almas. O abismo da migração forçada engole no mar inúmeras almas que tentam escapar da fome e da guerra, sobretudo na África ou em alguns países do Oriente Médio. O abismo do tráfico e do consumo de drogas engole inúmeras almas adolescentes e jovens à nossa volta. O abismo de doenças graves como o câncer, engole almas de todas as idades e de todas as classes sociais. Existem também os abismos emocionais, que engolem inúmeras almas por meio da depressão, da ansiedade, do pânico, da fobia, da falta de sentido para a vida, do suicídio etc.  

Hoje queremos nos colocar na presença do nosso Deus, o único que pode retirar a nossa alma do abismo em que ela porventura se encontra, e nos salvar da morte precoce, prematura, como aconteceu com esses dois jovens: o primeiro deles, ressuscitado por Deus mediante a oração do profeta Elias; o segundo, ressuscitado por Jesus. Talvez muitos de nós já fizemos essa experiência de sermos ressuscitados por Deus. Nossa alma estava no abismo do desânimo, da aflição, do sofrimento ou mesmo da morte, mas a mão de Deus nos alcançou e nos retirou do fundo desse abismo. Então, voltamos a viver, a nos sentir vivos; recobramos o ânimo, a força, a esperança.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

No Coração de Jesus conhecemos o amor de Cristo que supera todo o conhecimento e pelo qual encontramos a graça da sabedoria da vida e somos repletos da plenitude divina.
A devoção ao Sagrado Coração que, desde a nossa infância, nos encheu e alegria e de confiança, é força na nossa evangelização, a que todos os cristãos somos impelidos pelo batismo.
É impossível contemplar este Coração cheio de amor por nós, sem que a Ele nos convertamos. Mostremos ao mundo chagado e ensangüentado pelos males do pecado, a misericórdia do Coração de Jesus que, embora ofendido e rasgado por nossos pecados, abre-se para receber-nos e guardar-nos em seu amor. Quem a tão grande amor não haveria de
Isto quer dizer e bem claro que o mistério da salvação do amor de Deus, não pode ficar escondido. Não é só para nós, para o conservar no recôndito de nossos corações. É uma mensagem que tem de ser anunciada ao mundo. Temos de proclamá-la, as insondáveis riquezas de Cristo que nos dá coragem de aproximarmo-nos de Deus com plena confiança. 
corresponder!  O apóstolo Paulo, afirmando para nós que “Deus, em Cristo, estava reconciliando o mundo consigo, não levando mais em conta as culpas dos homens”, conclui “e colocando em nossos lábios a mensagem da reconciliação” (Cf. 2 Cor.5,19) E, resumindo, no versículo anterior, afirma que Deus nos “reconciliou consigo, por meio de Cristo e nos confiou o ministério da reconciliação”.