Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Tania e Vânia (Sec. Paroquial) - Milena (Sec. Capela São Gabriel)

Tania e Vânia (Sec. Paroquial) - Milena (Sec. Capela São Gabriel)
Tania e Vânia (Sec. Paroquial) - Milena (Sec. Capela São Gabriel)

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Assembléia Paroquial: Conclusões das reflexões em grupos


Em dia de muito trabalho, Assembléia Paroquial é concluída em nossa Paróquia.
O planejamento pastoral participativo é o que melhor traduz o modelo de Igreja proposto pelo Concílio Vaticano II. Isso supõe um projeto de trabalho que considere a participação em todos os níveis, assim como os marcos referenciais e teórico. Portanto, não queremos nenhum plano imposto de cima para baixo e sim a partir das bases de nossas paróquias.
Em dia de muito trabalho, Assembléia Paroquial é concluída em nossa Paróquia.
O planejamento pastoral participativo é o que melhor traduz o modelo de Igreja proposto pelo Concílio Vaticano II. Isso supõe um projeto de trabalho que considere a participação em todos os níveis, assim como os marcos referenciais e teórico. Portanto, não queremos nenhum plano imposto de cima para baixo e sim a partir das bases de nossas paróquias.

Mas afinal o que é uma Assembléia Paroquial?
A Assembléia paroquial de pastoral prevista para este domingo,27/10 em nossa paróquia é a reunião dos Coordenadores, agentes de pastorais,movimentos e representantes das comunidades, com seus pastores, para avaliar e planejar a ação pastoral paroquial.
A grande missão dada por Deus a cada batizado esta em reconhecer a bondade de Deus manifestada por seu Espírito Santo a cada Cristão. A vida da Paróquia da continuidade a esta ação Divina que se revelam nas pastorais e movimentos paroquiais.

Portanto a paróquia torna-se celeiro da ação Divina e manifestação propícia dos Dons de Deus para seu povo e através de seu povo.
"Com efeito, diante de Deus, nosso Pai, pensamos continuamente nas obras da vossa fé, nos sacrifícios da vossa caridade e na firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, sob o olhar de Deus, nosso Pai." (lTes. 1,3)



quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Paróquia São José Operário promove o 2º Cerco de Jericó



Num momento em que caminhamos para o final do Ano Litúrgico, não é por acaso, aliás, providência de Deus para nós. A pergunta que inspira o tema de nosso Cerco de nossa paróquia vem ao encontro de outra pergunta que direciona e embala o Tríduo Cristo Rei deste ano (de 21 à 24/11) no Residencial dos Metalúrgicos em nossa paróquia: Se Deus é por nós, quem será contra nós? “(Rm. 8,31).
 Tudo o que foi e está sendo penoso para nós encontra um alento e reunimos forças para continuar nossa missão, tendo em vista, uma libertação maior de nossos pecados. O título dessa breve reflexão de nosso Cerco é extraído de um versículo bíblico no Antigo Testamento que, na sua íntegra, traz o seguinte: “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Is 43,13).
Nisso há um rico ensinamento para nós: Tentar impedir a ação de Deus equivale a querer desfazer aquilo que Ele fez ou ainda destruir a obra de Suas mãos.
E mesmo sabendo que nossa vida está inteiramente nas mãos do Senhor, acabamos caindo numa terrível contradição, ao “impedirmos” a ação de Deus em nós quando optamos pelo pecado.
Fazer a terrível escolha por pecar é o mesmo que sair correndo em disparada diante do sol que brilha forte no céu, para se esconder da ação de seus raios sob uma sombra qualquer. Quantas vezes eu e você fugimos da Luz Divina para buscarmos refúgio nas trevas que residem no nosso próprio coração! Todas as vezes que fazemos isso, insistimos em desfazer e destruir a linda obra de Cristo em nós. Venha conhecer e fazer esta experiência com Deus.
Márcio Neves-(Pascom SJO)