Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Minha foto
Jundiaí, São Paulo, Brazil
Instrumento a serviço da Paróquia São José Operário.(Bairro Retiro-Jundiaí) R.Maestro Paulo Mário de Souza,284-Retiro Cep.13211-160- Fone/Fax:(11)4582-5091-e-mail:psjoperario@ig.com.br-Horário de atendimento da secretária:Seg.a Sexta das 08:00 as 12:00 e das 13:00 as 17:00- No Sábado das 08:00 as 12:00.

Região Pastoral V

Região Pastoral V
Região Pastoral V - ACESSE NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK (LINK ABAIXO):

Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
PASTORAL DA COMUNICAÇÃO - SJO

Pastoral da Comunicação-Pascom

Pastoral da Comunicação-Pascom
LEIA NOSSO JORNAL DIOCESANO - https://dj.org.br/o-verbo/ - e-mail:verbo@dj.org.br

Pastoral da Comunicação-Pascom

Pastoral da Comunicação-Pascom
Pastoral da Comunicação-Pascom

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Campanha da Fraternidade sobre Políticas Públicas para 2019 foi apresentado na Paróquia São José Operário

Comunidade São Gabriel acolheu nesta quarta, (20) membros de todas as comunidades que compõem a Paróquia São José Operário.
O ministro da palavra Gérson ministrou o encontro que contou também com a presença do Padre Daniel.

Tradicionalmente, os textos que servem de instrumento principal de reflexão na execução da CF trazem a estrutura que corresponde ao método consolidado do “ver, julgar e agir”. 
Selecionamos a seguir de forma resumida alguns pontos principais da apresentação com base no texto apresentado.
 ACampanha da Fraternidade como caminho de conversão quaresmal. “Um caminho pessoal, comunitário e social que visibilize a salvação paterna de Deus”.
Objetivo principal: construção da fraternidade e conversão pessoal e social.
“Estimular a participação em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade”.

Fundamento:
Dignidade Humana . Todo ser humano, como membro da família humana, possui uma dignidade inata, seja qual for a situação em que este se encontre. Portanto, a dignidade humana deve ser reconhecida e não atribuída. A primeira e mais imediata exigência da dignidade humana é o respeito à vida, levando a se reconhecer o direito à vida, entendido como princípio fundamental e anterior aos demais: significa nascer, viver e morrer com dignidade.  “Existem bens, materiais e espirituais, que possuem um valor relativo: apenas a
dignidade, entre os bens, possui um valor absoluto” (F. D´AGOSTINO).

Oração da CF 2019
 Pai misericordioso e compassivo, que governais o mundo com justiça e amor, dai-nos um coração sábio para reconhecer a presença do vosso Reino entre nós. Em sua grande misericórdia, Jesus, o Filho amado, habitando entre nós testemunhou o vosso infinito amor e anunciou o Evangelho da fraternidade e da paz. Seu exemplo nos ensine a acolher os pobres e marginalizados, nossos irmãos e irmãs com políticas públicas justas, e sejamos construtores de uma sociedade humana e solidária. O Divino Espírito acenda em nossa Igreja a caridade sincera e o amor fraterno; a honestidade e o direito resplandeçam em nossa sociedade e sejamos verdadeiros cidadãos do “novo céu e da nova terra”. Amém.


por Márcio Neves- Comunicação SJO

sábado, 16 de fevereiro de 2019

Associação dos moradores promove reunião pela reforma da Avenida Osmundo Pelegrini

Daniel Lemos(presidente da Associação de moradores), fala ao moradores
Diretor Leslie Litano Tealdi

Por iniciativa da Associação dos Moradores da Região do Retiro, na segunda, 11  moradores e representantes da Paróquia São José Operário estiveram presentes na Pastoral do Menor para uma reunião de apresentação do projeto para alinharem os devidos questionamentos sobre a remodelação viária da Avenida Osmundo dos Santos Pelegrini. Presente também o presidente da Associação Daniel Lemos que deu inicio a reunião dando as boas vindas aos moradores e em seguida passando a palavra ao Departamento de Engenharia de Mobilidade na pessoa de seu Diretor Leslie Litano Tealdi que conduziu a reunião apresentando e comentando todas as necessidades de mudanças para sequencia das obras que está em ritmo acelerado tendo assim uma perspectiva de término das obras em toda sua extensão ainda neste primeiro semestre destacou. Muito atento, também ouviu e respondeu a todos os questionamentos, perguntas, sugestões de dúvidas dos moradores presentes.
A adequação está inserida no processo de conclusão das obras do Viaduto das Valquíria que entra em sua reta final. A estimativa da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) é de que passem pelo local, diariamente, cerca de 1,2 mil veículos por hora nos horários de pico, desafogando o trânsito em outras regiões da cidade. O Vetor Oeste é a região que mais cresce há muito tempo e, por isso, os moradores estão atentos às questões envolvendo trânsito e transporte para os moradores. Também dentro do pacote de investimentos para melhorar a mobilidade na região, está em andamento o processo de troca de asfalto e adequação em toda a extensão da Avenida Osmundo dos Santos Pellegrini, nos dois sentidos.Também dentro deste plano também está incluído a Av. Antonio Pincinato que requer melhorias para  atender a demanda do fluxo atual.
Ao final da reunião o presidente da Associação agradeceu a presença de todos assegurando que estão previstas novas reuniões durante o andamento das obras.
por Marcio Neves-Comunicação SJO

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Planejamento anual 2019 é entregue na Paróquia São José Operário


Membros das comunidades que compõem a paróquia juntamente com representantes de pastorais e movimentos estiveram presentes na quinta,07 para alinharem as informações e com base no planejamento elaborado. Na oportunidade Padre Daniel agradeceu a elaboração do livreto (imagem) ilustrado idealizado por Emerson Furlaneto membro da comunidade paroquial.
Estão previstas para este ano muitas programações que tem por intenção envolver ao máximo todos os movimentos, pastorais, movimentos e comunidades. Entre as prioridades, a catequese, portanto, deve ser uma prioridade permanente da Igreja. Não podemos pensar a catequese como uma pastoral a mais dentro de nossas comunidades ou pensar que essa tarefa diz respeito a algumas pessoas que desempenham este ministério. Todas as pastorais precisam ser catequéticas e todos nós batizados precisamos ser catequistas. Como nos recorda o Papa Francisco, “cada um dos batizados, independentemente da própria função na Igreja e do grau de instrução da sua fé é um sujeito ativo de evangelização, e seria inapropriado pensar num esquema de
evangelização realizado por agentes qualificados enquanto o resto do povo fiel seria apenas receptor das suas ações” (EG, n. 120). Os grupos de Evangelização também aparecem como um grito que clama por uma Igreja em saída, que vais ao encontro. Membros das Missões Populares estiveram abordando pontos positivos, com a presença do Padre e Diácono visitando as casas. O dízimo foi outro assunto abordado pela Isabel Boni  que ressaltou que o Dízimo é expressão de corresponsabilidade dos fiéis no que diz respeito a manutenção da Igreja, na sustentação de seus ministros ordenados e da missão evangelizadora e social. A pastoral do Dízimo também organiza formas de envolver mais as pessoas a partir da conscientização e conversão.


As equipes de celebrações também entendem que tem muito que fazer para que nossas celebrações sejam cada vez mais dinâmicas e acolhedoras. Todo cristão batizado também recebeu esta ordem: “fazei discípulos entre todos os povos”. Nossa missão é, portanto, sair e fazer que os homens e as mulheres, as crianças e adolescentes, jovens e idosos, os católicos e ateus... se tornem discípulos/as de Jesus.
Por Márcio Neves- Comunicação SJO