Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Tania e Vânia (Sec. Paroquial) - Milena (Sec. Capela São Gabriel)

Tania e Vânia (Sec. Paroquial) - Milena (Sec. Capela São Gabriel)
Tania e Vânia (Sec. Paroquial) - Milena (Sec. Capela São Gabriel)

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Dom Vicente faz 72 anos de vida no primeiro dia de 2019

Bispo da Diocese de Jundiaí desde 2009, Dom Vicente faz 72 anos de vida no primeiro dia de 2019

No primeiro dia de 2019, Solenidade da Santa Mãe de Deus, Maria, Dom Vicente Costa - que desde dezembro de 2009 é Bispo da Diocese de Jundiaí - completará 72 anos de idade.

Nasceu no dia 1º de Janeiro de 1947 na República de Malta, país localizado no Sul da Europa, onde morou até concluir a Faculdade de Filosofia.

No Brasil, ele chegou em 1969, quando ingressou na Faculdade de Teologia, em Curitiba, no Paraná, Estado em que ocupou vários cargos religiosos até ser nomeado Bispo-Auxiliar da Arquidiocese de Londrina, em 1998, pelo Papa João Paulo II.
       
Antes de ser nomeado pelo Papa Bento XVI como Bispo Diocesano de Jundiaí, Dom Vicente já tinha exercido o mesmo cargo também no Paraná, na Diocese de Umuarama.

Os paroquianos da Paróquia São José Operário expressa por meio desta as felicitações e votos de muita saúde para conduzir o rebanho de Deus a ele confiado.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Projeto Cesta de Três

ESPORTE

O projeto CESTA DE TRÊS, em conjunto com a Associação de Moradores da Região do Retiro, Prefeitura Municipal (UGEL), Governo do Estado de São Paulo e Empresa FINI. Oferece gratuitamente a "Escolinha de Basquete", no Centro Esportivo Benedito de Lima.

Inscrição:

Data: 05 de JANEIRO
Horario: 17:15h
Local: CECE Benedito de Lima

"Crianças de 8 á 12 anos."

O projeto tem por finalidade fomentar o esporte, através de ações educacionais que buscam a formação, informação e desenvolvimento da criança.

#regiaodoretiro #esporte #basquete #projetocestadetres

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

O Natal de todos nós!

Nasceu o Amor!
Feliz e Santo Natal!
O Menino Jesus encontre abrigo em nosso ♡ e posso se sentir amado por nós.
Ele é o Amor revelado do Pai!

domingo, 16 de dezembro de 2018

JUBILEU DE OURO:História - Desde 8 de dezembro de 1968

Réplica da "Igrejinha" fundada as margens da Rod. Anhanquera


O tradicional Bairro do Retiro, de Jundiaí, experimentou um grande crescimento a partir dos anos de 1960, por essa razão, a comunidade Católica reunida construiu a Igreja dedicada a São José Operário, em homenagem a todos os trabalhadores que ajudaram a erguer o templo.
Em 8 de dezembro de 1968, o então Bispo Diocesano de Jundiaí, Dom Gabriel Paulino Bueno Couto,OCarm, instalou a Paróquia, nomeando para primeiro pároco, o Padre Ladislau Obora, SDB.À época, a Paróquia compreendia um vasto território, que atualmente  corresponde às Paróquias São Pedro  Apóstolo e Santa Rosa de Lima. Pouco tempo depois, assumiu o segundo pároco, Padre José das Neves Vailatti, o conhecido Pai Zé, que por ali permaneceu por 16 anos, marcando profundamente a vida e a pastoral paroquial.
Só em 1987, iniciou a construção de um novo templo. A igreja que existia quando da criação da Paróquia ficava onde hoje se encontra um Supermercado do bairro. Em 30 de Abril de 1995, Dom Roberto Pinarello de Almeida, segundo Bispo Diocesano dedicou a nova igreja.
Atualmente exercem seu ministério na Paróquia São José Operário o Padre Daniel dos Santos Rosa e o Diácono Permanente Dirceu Orlato.
Nos dias atuais, a Paróquia São José Operário compreende as Comunidades Matriz, Cristo Rei, Santa Cruz ,São Gabriel Arcanjo e recentemente a comunidade N. S. Aparecida no Clube Uirapuru.

Fonte: Revista Comemorativa do Jubileu de Ouro da Diocese de Jundiaí-Colaboração-Pascom-SJO


Paróquia São José Operário: 50 anos de graças


quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Querigma 2018- Acolher é a palavra do momento




Jovens de nossa paróquia estiveram neste final de semana vivendo a experiencia do Querigma em nossa paróquia. Encontro este direcionado a jovens dispostos a acolher o anuncio que o próprio Cristo direciona.
A experiência pastoral nos mostra que os Jovens querem e esperam ser acolhidos pela Igreja. Eles desejam ser Igreja; mas a Igreja precisa também ser Jovem, como tão bem admoestou São João Paulo II. Nós precisamos acolher e abrir os nossos corações para os nossos Jovens. A Igreja deve ser para eles uma casa de acolhimento, fraternidade, esperança, afeto, ternura e muita confiança. Confiemos na nossa Juventude! “Deixemos que os Jovens invadam a Igreja!” Permitamos que eles, a partir do encontro com Jesus Cristo, na Igreja, sejam Sal da Terra e Luz do Mundo (Mt 5,13), como Discípulos Missionários de Jesus Cristo. Deixemos que eles sejam “seguidores do Senhor!” A nossa opção preferencial pela Juventude tem que ser afetiva e efetiva; pois a Igreja, que é Mãe e Mestra, cuida e ensina para que a Juventude se encante e saiba a alegria de amar e testemunhar o que é próprio do Reino de Deus.
Agradecimentos especiais ao jovens participantes e a toda equipe de trabalho que levam adiante este projeto de evangelização.