Instituição Religiosa-Igreja Católica-Paróquia São José Operário Tel.4582-5091- Retiro Jundiaí

Minha foto
Jundiaí, São Paulo, Brazil
Instrumento a serviço da Paróquia São José Operário.(Bairro Retiro-Jundiaí) R.Maestro Paulo Mário de Souza,284-Retiro Cep.13211-160- Fone/Fax:(11)4582-5091-e-mail:psjoperario@ig.com.br-Horário de atendimento da secretária:Seg.a Sexta das 08:00 as 12:00 e das 13:00 as 17:00- No Sábado das 08:00 as 12:00.

Região Pastoral V

Região Pastoral V
Região Pastoral V - ACESSE NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK (LINK ABAIXO):

Compromisso de todo Cristão

Compromisso de todo Cristão
PASTORAL DA COMUNICAÇÃO - SJO

Pastoral da Comunicação-Pascom

Pastoral da Comunicação-Pascom
LEIA NOSSO JORNAL DIOCESANO - https://dj.org.br/o-verbo/ - e-mail:verbo@dj.org.br

Pastoral da Comunicação-Pascom

Pastoral da Comunicação-Pascom
Pastoral da Comunicação-Pascom

sábado, 8 de julho de 2017

Igreja no mundo: Papa Francisco em assuntos delicados da atualidade

O Papa Francisco advertiu os líderes das 20 maiores economias mundiais reunidas em Hamburgo contra a formação de alianças perigosas e distorcidas que poderiam prejudicar os pobres e migrantes, reportou o jornal italiano La Repubblica no sábado.
"O G20 me preocupa, ele atinge os migrantes em países da metade do mundo e os atinge ainda mais com o passar do tempo", disse o Papa em uma conversa com o fundador do papel, Eugenio Scalfari, segundo o jornal.
Francisco, o primeiro papa não-europeu em 1.300 anos, disse ter medo de "alianças muito perigosas entre os poderes (estrangeiros) que têm uma visão distorcida do mundo: América e Rússia, China e Coreia do Norte, (Vladimir) Putin e (Bashar al-) Assad na guerra na Síria".
Ele disse que o maior perigo diz respeito à imigração, com "os pobres, os fracos, os excluídos e os marginalizados" justapostos com "aqueles que ... temem a invasão de migrantes".

Os países da União Européia estão em desacordo sobre como lidar com um grande fluxo de migrantes, muitas pessoas fugindo de guerra e da pobreza na Síria, Afeganistão e outros países.Além de resolver as diferenças sobre o comércio e as mudanças climáticas, Angela Merkel, chanceler do país anfitrião do G20, na Alemanha, deverá liderar as discussões sobre essa questão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário